VRSA: Festa anual da Confraria do Atum é no próximo sábado

.

A Confraria do Atum, de Vila Real de Santo António, realiza, este sábado, o “V Capítulo” (festa anual) com entronização de novos membros. A cerimónia terá lugar no Centro Cultural António Aleixo, em VRSA, a partir das 16h00 e irá reunir cerca de 20 confrarias de todo o país.

Antes dos atos capitulares, a iniciativa contempla uma receção na autarquia e dois momentos públicos de importância para a instituição: a inauguração da sede da confraria, na Rua Conselheiro Frederico Ramirez, pelas 15h30, bem como um desfile das confrarias convidadas pelas ruas do Centro Histórico de VRSA, às 15h45.

O cortejo dará a conhecer os tons amarelos e azuis fortes dos trajes da confraria vila-realense, cores que evocam as fardas tradicionais dos operários das muitas fábricas de conservas que existiram na cidade do Guadiana.

Juntam-se a este trajeto muitas confrarias de norte a sul do país, nomeadamente de Espinho, da Serra da Estrela, de Vila Nova de Gaia e, claro, do Algarve.

Entre os novos confrades que irão integrar a instituição encontram-se três de honra: os dois agrupamentos de escolas de Vila Real de Santo António, o que permitirá a promoção da confraria junto da comunidade escolar e, por consequência, junto dos mais novos, bem como o Jornal do Algarve.

A cerimónia “capitular” começa às 16h15 com a denominada oração de sapiência, através da leitura do poema “Tríptico do Atum”, da autoria de José Estêvão Cruz, seguindo-se um momento musical com o duo Duas Guitarras.

Depois é a vez da conferência que estará a cargo de José António Lopez González, da Sociedade Amigos do Atum Thunnus Thinnus, de Isla Cristina, Espanha. Segue-se a entronização dos confrades efetivos e de honra. Esta cerimónia será encerrada com mais um momento musical, desta vez a cargo da Academia de Baile Gracia Diaz.

A festa termina com um banquete organizado pelo Grupo Coração da Cidade, Hotel Vasco da Gama, restaurante Os Arcos e Hotel Vila Cacela. Durante o repasto acontece a atuação musical de Javier Reyes Yatapapuani.

A Confraria do Atum tem como missão levar mais longe a história do atum e da indústria conserveira, episódios que marcaram gerações em VRSA e estão ainda hoje presentes em muitos dos pratos típicos da cidade ou nos hábitos alimentares dos vila-realenses.

Um dos grandes objetivos da atual direção da Confraria passa por alargar o seu âmbito à Eurocidade do Guadiana, aumentando assim a cooperação entre as localidades fronteiriças de Portugal e Espanha.

You must be logged in to post a comment Login