Uma centena de “Maias” espalhadas pelas ruas de Vila do Bispo

.

Cerca de uma centena de “Maias”, que são uma tradição primaveril cujas origens se perdem no tempo, estão colocadas em vários locais no concelho de Vila do Bispo, até ao próximo dia 31 de maio.

“Esta tradição baseia-se na colocação de bonecos, feitos artesanalmente pela população, em vários locais, sobretudo à porta das casas”, explica a autarquia, adiantando que “as Maias são bonecos de trapos brancos, enfeitados com roupas velhas e flores do campo que são criados para celebrar a chegada do mês de maio e da primavera”.

Estes bonecos são acompanhados por versos ou dizeres de crítica ou gracejos sociais. Esta iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, em colaboração com a Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo, agrupamento de escolas do concelho e população, tem como objetivo “não deixar morrer uma tradição com mais de 2000 anos”.

Recorde-se que esta tradição tem origem nas festas e nas tradições dos antigos romanos. Espalhada um pouco por todo Portugal, esta tradição está bastante enraizada no Algarve, nomeadamente nos concelhos de Olhão, Faro, Monchique, Lagos e Vila do Bispo – aqui, sobretudo, na localidade da Raposeira.

Estas festas tinham o significado de mudança, de passagem, de recomeço e de ponto alto de um novo tempo, a primavera. Os bonecos de maio (maios/maias) eram colocados em vários sítios e lugares, tal como acontece agora, em todas as freguesias do concelho de Vila do Bispo.

JA

You must be logged in to post a comment Login