Prémio Intermarché Produção Nacional alarga prazo de candidaturas

.

.

Foi alargado por mais uma semana, ou seja, até 24 de junho, o prazo final para as candidaturas ao Prémio Intermarché Produção Nacional, iniciativa que promove e premeia os produtores e a produção nacional.

Este prémio pretende “reconhecer a importância da sustentabilidade e inovação na produção portuguesa” e “impulsionar o reconhecimento da produção nacional de qualidade”.

Podem candidatar-se todos os produtores nacionais, em nome individual ou coletivo, cujos projetos sejam implementados em Portugal e se enquadrem em uma ou mais das quatro categorias contempladas: Produção Primária; Produtos Transformados; Inovação; Ideias com Potencial.

Os interessados podem consultar o regulamento e formalizar a candidatura através da internet (www.premiointermarche.pt).

Aos vencedores, o Intermarché assegura o escoamento dos seus produtos durante um ano, podendo as vendas decorrer localmente ou a nível nacional.

Adicionalmente, fruto de uma parceria com o Programa “Portugal Sou Eu”, os produtos que cumpram os requisitos técnicos e de inscrição neste programa serão ainda reconhecidos com este selo identitário da produção nacional.

Vencedores conhecidos em setembro

As candidaturas serão avaliadas por um júri que irá atribuir prémios por cada categoria, estando o anúncio dos vencedores agendado para final de setembro.

Constituem o Júri, para além do Intermarché, representantes dos parceiros envolvidos nesta iniciativa: APED – Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição, CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, FMV – Faculdade de Medicina Veterinária, ISA – Instituto Superior de Agronomia e Quercus.

Todo o processo de análise de candidaturas e de decisão de vencedores é auditado pela EY, parceiro auditor nesta iniciativa.

Além dos referidos parceiros, o Prémio Intermarché Produção Nacional conta com o apoio institucional do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Ministério do Ambiente, Ministério da Economia e Ministério do Mar.

You must be logged in to post a comment Login