Luto municipal pela morte de antigo autarca de Portimão e Lagoa

.

Emídio Pedro Águedo Serrano, antigo autarca de Portimão e Lagoa, faleceu na madrugada de segunda-feira, aos 79 anos.

“Portimão guarda a memória de um homem afável, justo e de fácil trato, de um político que participou ativamente na construção da democracia em Portugal, desempenhando funções de deputado da Assembleia Constituinte, de presidente da Assembleia Municipal de Portimão e de autarca nos concelhos de Portimão e Lagoa”, salienta a autarquia portimonense, que decretou dois dias de luto municipal.

“O Dr. Emídio Pedro Águedo Serrano merece uma justa homenagem, com consideração e respeito pelo papel que desempenhou em prol da liberdade, da democracia e como cidadão interveniente em diversos setores da vida pública e política, em prol do município”, refere a presidente Isilda Gomes, que apresentou um “voto de pesar” pelo falecimento de Emídio Serrano.

BREVE NOTA BIOGRÁFICA

Emídio Pedro Águedo Serrano, natural de Lisboa, nasceu em Arroios a 24.01.1939. Seguiu para Angola em Agosto de 1945, onde frequentou a Escola Primária e o Liceu Diogo Cão em Sá da Bandeira (hoje Lubango).

Veio para Lisboa em agosto de 1956, onde frequentou a Faculdade de Direito em Lisboa. Interrompe o curso para cumprir o Serviço Militar findo o qual, em 1965 se licencia, vindo para Portimão estagiar.

Casa em 1 de setembro de1962 com Maria Regina Duarte Silva Águedo Serrano.

Após regresso das Colónias da Guiné, dá aulas na Escola Comercial de Silves e depois na Escola Comercial de Portimão (actual Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes). Foi advogado desde 1966 inscrito na Ordem dos Advogados, na comarca de Portimão.

Em 1969 e 1973 fez parte da CDE (Comissão Democrática Eleitoral) que concorre às eleições legislativas.

Em maio de 1974, com outros democratas, cria a Secção de Portimão do Partido Socialista (PS) e colabora na constituição das secções locais do PS em todo o Barlavento.

Em dezembro de 1974, no 1° Congresso do PS em liberdade é eleito para a comissão política e para a Comissão Nacional do PS, tendo pertencido a esta por diversos mandatos. Foi eleito ainda coordenador da distrital do Algarve do PS durante três anos.

Em 1976 foi eleito presidente da Assembleia Municipal de Portimão, cargo que exerceu nos três mandatos até 1986, ano em que é eleito para Vereador da Câmara Municipal de Portimão até 1990.

Assumiu funções de membro da Assembleia Municipal de Lagoa de 1995 a 1999, presidente da concelhia de Portimão do PS em 1974 e anos seguintes e depois de 1990 a 1993.

Foi dirigente associativo, tendo assumido funções de presidente da Assembleia Geral do Centro de Apoio a Idosos de Portimão por mais de uma década.

Pelos serviços relevantes o município de Portimão atribui, em 2005, a Medalha de Mérito Municipal Grau Prata.

A Emídio Pedro Águedo Serrano foi atribuído pela Assembleia da República, em abril de 2016, o título de deputado honorário, como reconhecimento da sua participação na Assembleia Constituinte – responsável pela elaboração, discussão e aprovação da actual Constituição da República Portuguesa (CRP), de 1976.

JA

You must be logged in to post a comment Login