Albufeira junta-se à mesa das “maravilhas” gastronómicas

Algarve será ainda representado por Lagoa, Ilha da Culatra e Tavira

Mesa do Mar – Albufeira e Olhos d’água

“Mesa do Mar – Albufeira e Olhos d’Água”, “Mesa do Frango à Guia” e “Mesa do Barrocal – Paderne” são as três propostas de Albufeira para o programa “7 Maravilhas à Mesa”. A gastronomia algarvia será ainda representada pelas mesas de Lagoa, Ilha da Culatra e Tavira

 

Depois de o município de Lagoa, a Ilha da Culatra e uma unidade hoteleira em representação de Tavira terem apresentado as suas candidaturas ao concurso “7 Maravilhas à Mesa”, Albufeira também avançou na semana passada com três propostas ao programa: “Mesa do Mar – Albufeira e Olhos d’Água”, “Mesa do Frango à Guia” e “Mesa do Barrocal – Paderne”.

Este ano, os portugueses são desafiados a encontrar a “mesa de Portugal”, no âmbito da iniciativa “7 Maravilhas”, que visa aliar gastronomia, vinhos, azeites e roteiros turísticos de cada região. A organização adiantou na semana passada que recebeu 182 candidaturas de todo o país (de municípios, freguesias, restaurantes, alojamentos turísticos, associações e confrarias), das quais sairão os 49 pré-finalistas.

Em relação às três candidaturas de Albufeira, destaca-se logo à partida a “Mesa do Mar – Albufeira e Olhos d’Água”, cujo ponte forte é uma cataplana onde os ouriços-do-mar e as lapas são consumidos quase ao natural e onde à mesa não faltam os produtos da terra, como a laranja, o figo e os vinhos produzidos na Adega do Cantor.

Quanto à “Mesa do Frango à Guia”, releva o frango picante grelhado no carvão com tempero, que se faz acompanhar pelas cenouras à algarvia.

Já na “Mesa do Barrocal – Paderne” sobressaem os carapaus alimados que outrora se transportavam em marmitas, assim como o javali, caça comum do barrocal.

Estas propostas são complementadas com roteiros na aldeia de Paderne, na Quinta do Mel (agroturismo) e na unidade hoteleira Vila Joya…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 29 DE MARÇO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

You must be logged in to post a comment Login