Portimão torna-se no maior centro de paraquedismo em Portugal

Primeiro evento luso-brasileiro na Europa traz emoção e aventura

.

Com a chegada do verão, o aeródromo municipal de Portimão torna-se no “maior centro de paraquedismo em Portugal”, com uma zona de aterragem de 46 hectares. Este também é o local de eleição para o primeiro evento luso-brasileiro de paraquedismo na Europa. De 14 a 18 de junho, cerca de 50 paraquedistas de três nacionalidades – portugueses, brasileiros e franceses – estarão a participar no “Summer Boogie”.

Depois do sucesso das edições de outros festivais, nomeadamente o “Spring Boogie” e o “Christmas Boogie”, o aeródromo municipal recebe este evento de verão, agora patrocinado por uma escola de paraquedismo que também promove experiências em saltos, com sede no aeródromo algarvio.

Das 8h00 às 19h00, os aclamados paraquedistas “Load Organizers” (David Rodrigues, Ipiranga, Chris France e Florine France) estarão com adrenalina no auge para muitas aventuras memoráveis em saltos de 5000 mil metros de altitude.

Durante o “Summer Boogie” serão utilizados dois aviões – o Fly Taxi e o Pilatus PC6 – que são considerados “dois ícones das aeronaves de paraquedismo”. O Pilatus tem capacidade para levar 10 paraquedistas ou cinco equipas de saltos tandem e é um dos mais enigmáticos aviões de paraquedismo de todo o mundo.

A presença destes grandes nomes do paraquedismo mundial, todos aficionados pela aventura única de saltos em paraquedas, marcam o primeiro evento luso-brasileiro de paraquedismo na Europa, que será a partir deste verão, realizado todos os anos, na cidade de Portimão.

Aeródromo é uma referência internacional

A organização salienta que este evento dinamizará a atividade económica local, em particular os setores da hotelaria, restauração, aluguer de carros e comércio. “Esta é uma oportunidade única para residentes e turistas experienciarem o ambiente enérgico, divertido e multicultural que se vive num festival de paraquedismo”, realçam os promotores.

A organização destaca, ainda, que o aeródromo de Portimão já é “uma referência incontornável para a comunidade aeronáutica internacional”, com uma média anual superior aos dez mil voos, sobretudo ao nível da publicidade e fotografia aérea, lançamento de paraquedistas, voos de instrução e de transporte aéreo não-regular, bem como voos privados de recreio.

JA