“O país deve muito ao Algarve”

.
.

O Algarve representa atualmente cerca de 50 por cento das receitas externas do turismo, superando largamente a Madeira, Lisboa e Porto, mas continua sem peso para se afirmar a nível central. “Só assim se compreende que questões como as portagens, as obras na EN125 ou a prospeção e exploração de petróleo e gás na região não tenham uma solução correspondente à importância económica do turismo”, lamenta Vítor Neto. Em entrevista esta semana ao JA, o presidente da Associação Empresarial da Região do Algarve (NERA), que foi Secretário de Estado do Turismo entre 1997 e 2002, no governo do socialista António Guterres, lembra que a economia do país “deve muito” ao Algarve e, como tal, “o governo de António Costa deveria dar uma atenção e um apoio justo para o desenvolvimento do turismo na região”

(Entrevista completa na última edição do JA – dia 7 de abril)

Nuno Couto | Jornal do Algarve

You must be logged in to post a comment Login