Outubro volta a ser um mês de recordes na hotelaria

Outubro volta a ser um mês de recordes na hotelaria

O turismo algarvio deverá bater novos recordes em 2017, apesar de o número de turistas britânicos estar em queda

Há muitos anos que os britânicos são o maior fornecedor de turistas da região. Mas, no último mês, de acordo com a AHETA, “o mercado britânico foi o que apresentou a maior descida”, tendo caído 5,8 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado. Surpreendentemente, esta exposição ao mercado britânico não está a prejudicar os resultados turísticos: passou mais um mês e os hotéis voltaram a apresentar uma ocupação recorde neste século

Os empresários algarvios do setor do turismo estão surpreendidos por a queda do número de turistas britânicos na região não estar a refletir-se nos resultados turísticos. Outubro voltou a ser um mês de recordes na hotelaria algarvia, com uma taxa de ocupação de 75%, mais 3,1% do que em outubro de 2016. É a segunda melhor taxa de ocupação desde que começaram os registos da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), em 1996, e só ultrapassada em 1999, quando a taxa atingiu os 77,4%.

O mais curioso, é que este bom momento que o turismo algarvio atravessa acontece precisamente numa altura em que o mercado britânico – que representa mais de 30% do total dos turistas que passam férias no Algarve – está em queda…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 9 DE NOVEMBRO)

Nuno Couto | Jornal do Algarve