Espetáculos únicos levam vida e fogo a Aljezur e Monchique

Festival “Lavrar o Mar” despede-se com programação de luxo

.

Entre os próximos dias 19 e 28 de maio, o Festival Internacional de Artes Performativas – “Lavrar o Mar” – apresenta, em Aljezur e Monchique, dois fins de semana consecutivos com propostas de teatro, passeios artísticos, caminhadas noturnas, espetáculos de marionetas, eventos musicais, entre outros. Estes espetáculos marcam o fim do primeiro ciclo do programa «365 Algarve»

A abertura oficial do festival acontece em Aljezur, já no próximo dia 20, e uma semana depois, a 27, onde vai ser possível assistir a uma original instalação de fogo a partir do coração de Aljezur e do seu castelo,.

Já nos dias 19 e 21 de maio, será possível participar no “Rastilho”, um espetáculo de teatro físico e música ao vivo, que envolve o espetador em experiências únicas de teatro, palhaços, dança e música, no decorrer de um passeio noturno que se inicia no Corte do Sobro, em Serominheiro (Aljezur), e passará por várias paisagens naturais deslumbrantes.

Já em Monchique, a programação do “Lavrar o Mar” convida à descoberta dos rituais da destilação do medronho, com o espetáculo itinerante “Medronho”, no fim de semana de 19 a 21 de maio. O espetador irá percorrer as destilarias da serra de Monchique, durante cerca de três horas, descobrindo histórias sobre este fruto tipicamente algarvio, ao ritmo de uma refeição ligeira, marcada por várias degustações de medronho.

Em destaque nestes últimos dias de programação estará ainda o teatro de marionetas…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 18 DE MAIO)

Nuno Couto | Jornal do Algarve