O que é que as alterações climáticas podem fazer a Lagos?

Município identifica vulnerabilidades e prepara estratégia

.

Os cenários projetados indicam que as mudanças do clima vão ter “implicações significativas sobre os sistemas naturais, sociais e económicos” em Lagos. Por isso, o município já tem em marcha um plano que vai identificar as vulnerabilidades do concelho, cujas principais conclusões serão apresentadas no próximo dia 25 de maio. A ideia é definir rapidamente uma estratégia para minimizar os riscos atuais e futuros

 

Os efeitos das mudanças do clima preocupam e estão na ordem do dia em Lagos. “O território correspondente ao concelho de Lagos, pela sua localização meridional e litoral, enfrentará grandes desafios no futuro em resultado das alterações climáticas, sendo expectáveis implicações significativas sobre os sistemas naturais, sociais e económicos”. Esta realidade é reconhecida por especialistas, autarcas e população. Por isso, o município desenvolveu durante o último ano um plano de adaptação às alterações climáticas, cujas principais conclusões serão divulgadas, no próximo dia 25 de maio, com início pelas 9h45, no auditório da câmara municipal.

“Que mudanças poderão ocorrer no clima de Lagos até final deste século? Quais são as vulnerabilidades que o concelho tem relativamente ao clima atual e que desafios representam os cenários de alterações climáticas projetados? Que implicações podem ter as alterações climáticas para o ambiente, para a economia e para a população de Lagos?”, são algumas das questões que serão abordadas nesta iniciativa.

Para além da apresentação das principais conclusões do plano, a ocasião também servirá para apresentar a estratégia de adaptação às alterações climáticas do concelho de Lagos, assim como as principais ações neste sentido que o município propõe implementar no futuro próximo. A ideia é definir rapidamente, a nível municipal, uma resposta que reduza a vulnerabilidade atual e futura.

Lagos assina compromisso

O seminário vai incluir ainda o momento da assinatura da carta de compromisso da Rede de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas (Rede Adapt.Local), que está marcado para as 12h15, antes da sessão de encerramento, presidida pela presidente da autarquia, Maria Joaquina Matos.

O município de Lagos aderiu a esta rede em novembro de 2017, no âmbito do projeto ClimAdaPT.Local, promovido pela Agência Portuguesa de Ambiente. Esta rede integra cerca de 30 municípios e visa aumentar a capacidade dos municípios em incorporar a adaptação às alterações climáticas nas suas políticas, instrumentos e intervenções.

NC|JA

You must be logged in to post a comment Login