Movimento de passageiros aumenta em todos os transportes na região

Aeroporto de Faro

.

O número de passageiros transportados e o tráfego nas principais estradas aumentaram no último trimestre de 2017, revela o barómetro “Algarve Conjuntura – Mobilidade e Transportes”, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve.

Alguns destes aumentos nos fluxos e tráfegos na região são mesmo bastante significativos tendo em conta que se trata do quarto trimestre do ano.

Destaca-se principalmente o aumento dos passageiros transportados no transporte fluvial/marítimo, nas ligações ferroviárias e no transporte público rodoviário inter-regional, assim como os aumentos de tráfego nos principais eixos rodoviários regionais, designadamente na Via do Infante (A22).

Aeroporto de Faro

O Aeroporto Internacional de Faro registou um total de 9.911 voos e de 1.446.337 passageiros (movimento comercial). Comparando com o trimestre homólogo anterior, destaca-se um aumento de 3,1% quanto ao número de voos e um aumento de 5,5% para o total de passageiros movimentados, o qual constitui a décima sétima variação trimestral homóloga positiva consecutiva (desde o 2º trimestre de 2014).

Neste trimestre, o aeroporto algarvio movimentou um total de 100.396 passageiros com os restantes aeroportos do espaço nacional, valor que corresponde a 6,9 % do total do movimento de passageiros no trimestre. Comparativamente com ao período homólogo anterior, destaca-se o aumento de 9,2% do movimento com os aeroportos nacionais.

Comboios

O serviço regional do modo ferroviário (Lagos – Vila Real de Santo António) movimentou um total de 438.413 passageiros, o que representa um acréscimo de 4,3% relativamente ao trimestre homólogo anterior.

O serviço de Longo Curso (ligações dos serviços Alfa e Intercidades) movimentou um total de 179.931 passageiros, valor superior em 10,1% ao valor do trimestre homólogo anterior. No serviço regional, o acréscimo de 4,3% consolida a tendência de aumento do movimento de passageiros e constitui a oitava variação homóloga positiva consecutiva (desde o primeiro trimestre de 2016).

Quanto ao Longo Curso, este é já o décimo oitavo trimestre consecutivo (quatro anos e meio) de variações homólogas positivas (série iniciada no terceiro trimestre de 2013).

Transporte fluvial e marítimo

No modo fluvial/marítimo, registou-se um movimento de 1.839.288 passageiros nas carreiras da Ria Formosa (corresponde a um aumento de 2,2% relativamente ao trimestre homólogo anterior) e um movimento de 64.484 passageiros na carreira do Guadiana (Vila Real de Santo António / Ayamonte), correspondendo a um aumento de 7,9% relativamente ao trimestre homólogo anterior, que volta neste trimestre às variações trimestrais homólogas positivas.

Estradas: Eixos principais

Quanto ao Tráfego Médio Diário (TMD) nos eixos rodoviários principais destaca-se, relativamente ao trimestre homólogo anterior: um aumento de 17,4% no troço da A2, entre Almodôvar e São Bartolomeu de Messines (7.988 veículos/dia); um aumento de 16,7% na A22 (10.575 veículos/dia); e um aumento de 3,2% na Ponte Internacional do Guadiana (6.128 veículos/dia).

Para os tráfegos na A2 e na A22 trata-se da décima oitava variação trimestral homóloga positiva consecutiva (desde o terceiro trimestre de 2013), enquanto para o tráfego na Ponte Internacional do Guadiana é já a décima quarta consecutiva (desde o terceiro trimestre de 2014).

Estradas: Eixos secundários

Os valores para os TMD nos eixos rodoviários secundários evidenciam, de novo, os aumentos em grande parte dos postos de contagem, As exceção são o troço da EN125 (São João da Venda / Faro – Nó Oeste), com 39.021 veículos/dia e um decréscimo de 0,2% relativamente ao trimestre homólogo anterior, bem como e o troço da EN125 (Vila do Bispo / Rotunda Vale de Boi), com 5.395 veículos/dia e um decréscimo de 7,3% relativamente ao trimestre homólogo anterior.

Nos restantes 11 postos nos quais é possível estabelecer comparações com o terceiro trimestre de 2016, registaram-se aumentos de tráfego, com valores a variarem entre os 3,5 e os 18,2%, sendo que muitos (seis dos 11) apresentam crescimentos com dois dígitos.

Autocarros

No que respeita ao movimento de passageiros no transporte coletivo rodoviário, destacam-se os aumentos de 12,3% no movimento das ligações inter-regionais (189.093 passageiros) e de 11,4% no movimento das ligações internacionais (5.256 passageiros).

Houve um aumento muito ténue no movimento de passageiros nas carreiras interurbanas, somente 0,5% (1.493.573 passageiros). Quanto ao movimento de passageiros nas ligações urbanas, há a registar um decréscimo de 1,6% (1.160.886 passageiros).

You must be logged in to post a comment Login