“Médica de quatro patas” ajuda jovem autista em Lagoa

Rui vai ter o apoio de uma nova amiga… uma cadela de assistência

Esta é a cadela de assistência que vai ser entregue ao Rui, no próximo dia 20 de maio, em Porches. Deverá ser batizada de “Inês”

Rui, um rapaz portador de autismo severo, residente em Porches (Lagoa), vai contar a partir dos próximos dias com o apoio de uma nova amiga, tudo graças à solidariedade de amigos e desconhecidos. Trata-se de uma cadela de assistência que promete ser uma ponte para a nova vida do jovem autista. Este é um caso raro em Portugal: no total, existem apenas 15 cães a operar, havendo já uma lista de 250 pedidos

 

Há cerca de seis meses, o JORNAL DO ALGARVE recebeu um pedido desesperado de uma mãe que queria melhorar a vida do seu filho. O rapaz, de 16 anos de idade, sofre de autismo severo e precisava de um cão de assistência para “ganhar confiança” e “conseguir interagir mais com os outros”, revelava Elsa Marques, que vive em Porches, no concelho de Lagoa.

O problema é que a mãe do jovem deixou de trabalhar para dedicar-se “a 100 por cento” ao filho e a família não tinha condições financeiras para suportar os custos de aquisição e treino de um cão de assistência, que ascendem, neste caso, aos cinco mil euros. Além disso, os pais do Rui recebem apenas uma ajuda do Estado de “cerca de 90 euros”.

Na semana passada, a Associação Portuguesa de Cães de Assistência (APCA) anunciou que a campanha de recolha de fundos, iniciada em dezembro de 2017, conseguiu amealhar o dinheiro necessário e o Rui vai mesmo ter um cão de assistência, tudo graças à solidariedade de terceiros. Trata-se de uma cachorra, de raça cão de água português, e vai ser entregue no próximo domingo, dia 20 de maio, ao jovem autista algarvio.

“Basicamente, foi tudo muito ‘boca a boca’, muito também graças à força de vontade da mãe do Rui. A campanha espalhou-se pelas pessoas do Algarve e, através de uma notícia, houve uma pessoa que perguntou a quantia exata que faltava e transferiu esse valor (2.355 euros). O resto foram pessoas amigas, colegas de trabalho do pai do Rui, conhecidos”, adiantou ao JORNAL DO ALGARVE uma responsável da APCA.

Cadela vai ajudar jovem a integrar o mundo que o rodeia

Em declarações ao nosso jornal, a mãe do Rui mostra-se satisfeita e aliviada por esta conquista. “O cão vai ajudá-lo a descansar melhor durante a noite, pois ele acorda muitas vezes às 3 e 4 da manhã. Não descansa ele, nem descansa a família. Vai ser muito bom para todos nós”, desabafa.

Rui é um rapaz de 16 anos que vive em Porches (Lagoa) e estuda em Portimão. Um cão de assistência podia mudar a vida deste jovem a quem foi diagnosticado autismo severo

Elsa Marques diz ainda que o cão de assistência vai “ajudar o Rui a ter mais responsabilidade” e “a andar mais solto e confiante na rua”. O objetivo é que a cadela possa acompanhar o jovem na sua vida diária, contribuindo assim para a sua melhor integração no mundo que o rodeia, algo difícil para quem sofre de autismo.

Na sequência do trabalho do JORNAL DO ALGARVE, e de outras notícias e ações de solidariedade, Rui vai mesmo receber um cão de assistência e começar a criar uma amizade especial com o animal. “O cão vai estar sempre perto dele, 24 horas por dia, por isso, ele vai sentir-se menos só e mais confiante no dia a dia”, sublinha a mãe, confiando que este passo possa abrir caminho a uma nova vida…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 17 DE MAIO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

You must be logged in to post a comment Login