Lagos saiu à rua para exigir construção de novo hospital

Comissão de Utentes do SNS promove tribuna pública

.

A comissão de utentes do Serviço Nacional de Saúde de Lagos promoveu, no passado sábado, na praça Gil Eanes, uma tribuna pública para reclamar a construção do novo hospital de Lagos e apelar à população para assinar uma petição pública que exige do Governo “uma rápida solução para este grave problema que se arrasta há anos”. Atualmente, a petição conta com cerca de 900 assinaturas.

A comissão de utentes justifica esta ação com o facto de o Orçamento de Estado para 2018 não contemplar a construção do novo hospital de Lagos.

A comissão realça a importância da existência em Lagos de um hospital “com condições para servir a população dos concelhos das Terras do Infante, e isso hoje não acontece”.

Na moção, aprovada por unanimidade na tribuna pública, lê-se que o atual hospital tem vindo a perder serviços e valências “desde há cerca de 20 anos”, enquanto a população residente e turística continua a aumentar progressivamente nos concelhos de Lagos, Aljezur e Vila do Bispo.

“Apesar dos insistentes e repetidos protestos públicos e tomadas de posição quer pela população, quer pelos órgãos das autarquias locais das Terras do Infante, quer pelos profissionais da saúde que lá trabalham, têm sido retiradas ao hospital de Lagos valências e serviços, assim como recursos humanos e materiais, nomeadamente serviços de diagnóstico e encerramento da maternidade e do bloco operatório”, lamenta a comissão de utentes.

JA

You must be logged in to post a comment Login