Lagoa foi iluminada com milhares de velas

.

O centro histórico de Lagoa foi iluminado por milhares de velas, entre 5 e 8 de julho, durante o “Mercado de Culturas… à Luz das Velas”.

A cultura africana foi o mote para esta edição do evento, que atraiu cerca de 50 mil pessoas às ruas do centro histórico de Lagoa.

“Iluminadas por milhares de velas que configuram os diferentes símbolos africanos adinkra, bem como símbolos genéricos que caracterizam o vasto continente africano, as noites correram de forma bonita e animada, plena de comércio, boa música e muitos sorrisos”, adianta a organização, a cargo da autarquia local.

A animação musical, marcada pelas muitas exibições de Aboubacar Syla & Doudou Ngom (Guiné Conacri/Senegal), Kilema (Madagáscar), Muhsilwan (Sudão/Marrocos/Guiné Conacri), Yeliké & Gassim Camara (Guiné Conacri), Zé Manel Martins Quarteto (Angola), Cherif Bacisko (Guiné-Bissau) e Adinkraene (Gana/Costa do Marfim/Senegal/Mali e Guiné Conacri) tornaram as noites mais animadas ao som da kora e de instrumentos construídos com muito labor e criatividade.

E não faltaram ainda workhops de danças e percussões; animação inusitada com dois gigantes africanos que percorreram a feira; gastronomia, pela mão da cozinheira africana Carla Costa, cujo saber transformou diariamente os claustros do Convento de São José num espaço de gastronomia afro–lusófona; e artes, através da muito concorrida exposição de estátuas africanas “Mãe África – a mulher, a fertilidade na África negra”, em exibição na sala de exposições do convento.

O Mercado de Culturas… à Luz das Velas regressa para o ano. A próxima edição já está agendada para dias 4, 5, 6 e 7 de julho de 2019, e a temática cultural será: “O Mediterrâneo”.

JA

You must be logged in to post a comment Login