Faro: Azulejos de Ramalho Ortigão em livro

.

.

O livro “António Ramalho Ortigão e a Coleção de Azulejaria do Museu Municipal de Faro”, foi apresentado recentemente naquele museu da capital algarvia.

A obra apresenta um conjunto de peças correspondente a uma coleção de azulejos, considerada “excecional”, datados dos séculos XVI a XX, oferecidos ao Museu Municipal de Faro, em junho de 1963, pela família de António Macedo Ramalho Ortigão, após a sua morte. Filho ilustre de Faro e um distinto oficial da Marinha, António Ramalho Ortigão tem o seu nome ligado aos museus e à cultura.

Esta publicação resulta de um trabalho de investigação desenvolvido por Marco Lopes (diretor do Museu Municipal de Faro), Alexandre Pais e Constança Azevedo (conservadores do Museu Nacional do Azulejo). Editado pela autarquia de Faro com o apoio do Montepio, o livro recebeu uma Menção Honrosa em 2017 pelo Prémio SOS Azulejo na categoria de Investigação em História de Arte.

Além dos autores, a sessão contou com a presença institucional da câmara municipal, através da vereadora Sophie Matias, da Fundação Montepio, da família do ilustre farense Ramalho Ortigão e da Zona Marítima do Sul, através do comandante Nuno Cortes Lopes.

You must be logged in to post a comment Login