Curta-metragem algarvia no Festival de Cannes

“Trindade” foi produzida por alunos da Universidade do Algarve

.

Chama-se “Trindade” e é uma curta-metragem algarvia criada por alunos e ex-alunos da Universidade do Algarve (UAlg). Realizada por Diogo Simão e produzida pelo mesmo e por Adriano Ferreira e Mariana Ramos, “Trindade” estará presente entre os dias 14 e 19 de maio, no “Short Film Corner” do Festival de Cannes, com o apoio da Escola Superior de Educação e Comunicação (ESEC) da UAlg.

O Festival de Cinema de Cannes é o mais conceituado festival de cinema do mundo, onde estarão presentes todos os grandes nomes da sétima arte. O “Short Film Corner” serve como uma montra, paralela ao festival, para que profissionais de todo o mundo partilhem experiências e talentos emergentes sejam descobertos.

“Ter a nossa curta-metragem no ‘Short Film Corner’ em Cannes é a validação do trabalho feito por uma equipa incrível. A oportunidade de partilhar esta história com os nossos pares a nível internacional é realmente algo que ambicionávamos: em primeira mão, para que não caia no esquecimento e, segundo, porque estamos à procura de condições para expandir o que começámos para formato de longa-metragem”, refere o realizador.

Em relação ao nome “Trindade”, Diogo Simão explica que surgiu devido a três motivos. “É o nome do hotel fictício onde a ação decorre e a conversa que se desenrola é entre três personagens que discutem, nomeadamente, a religião cristã.”

Sem orçamento próprio e sem qualquer apoio financeiro durante a produção, esta curta-metragem conta a história de três vampiros que, sentados à lareira do Hotel Trindade, revelam segredos que podem alterar a história da humanidade.

“Trindade”, que é protagonizado pelos atores Pedro Monteiro, Tânia Silva e André Canário, já esteve em competição no festival “Ymotion”, em Vila Nova de Famalicão, e venceu um prémio na categoria de Realização no “12 Months Film Festival”, na Roménia.

JA

You must be logged in to post a comment Login