CRÓNICA DE FARO: “Ver Faro do alto”

OPINIÃO | JOÃO LEAL

…É uma das atrações inovadoras que vem valorizar a segunda edição do “Festival F” e que decorrerá na capital sulina entre 30 de Agosto e 1 de Setembro. Efectivamente três balões de ar quente vão estar à disposição do muito público que vai ocorrer a este que se vai transformando num dos maiores de música portuguesa que ocorrem em Portugal. A ideia desse louletano que prestou como diretor do Teatro das Figuras assinalados serviços a Faro e ao Algarve, o saudoso Joaquim Guerreiro, ideólogo da iniciativa e que tão prematuramente nos deixou em Setembro último, cria raizes para ser um dos grande eventos anuais e conquistar espaço Europa em fora. Apresentado há dias no histórico Teatro Capitólio, em Lisboa, pelo seu promotor, a Câmara Municipal de Faro na presidência do Dr. Rogério Bacalhau Coelho, “Festival F” vai conhecer uma ampliação do espaço físico, passando dos 5 mil metros quadrados da mediática “Cidade Velha” (zona amuralhada da capital algarvia) para conquistar o Largo de São Francisco (espaço da Ria Formosa) e atingir a área total de 38 mil metros quadrados e alojar os muitos milhares de participantes que ali vão acorrer nestes três dias em que a capitalidade da música portuguesa assenta arraiais na capital da mais turística região portuguesa.
Para o presidente do município esta realização “é um certame de música portuguesa que junta artistas consagrados a outros em plena ascenção”. E assim teremos, entre outros Salvador Sobral (vencedor do Eurofestival em 2017 e que na edição inaugural, por motivos de saúde, não pode estar presente; Dead Combo, The Gift, Sérgio Godinho, Rodrigo leão, Blaya, Áurea, Cristina Branco, Moon Spell, Slow J, os DJs Patife (brasileiro), Nuno Inês e Wilson Honrado, Papillon, Kapta Jota e Luís Severo. Um quantitativamente e qualitativamente elenco, que vão animar estas noites nos 7 palcos de música (Cidade Velha e Largo de São Francisco, a par da “Stand Up Comedy, Eduardo Madeira e “Moce dum Cabresto”, exposições, teatro, animação de rua, artes plásticas, animação infantil, artesanato do autor, etc.
“Festival F” a imagem de Faro a querer assumir o seu lugar nos grandes eventos do verão algarvio!

João Leal

You must be logged in to post a comment Login