Ciclismo: Louletano quer a “amarela” na Volta a Portugal

Vicente Garcia de Mateos (Louletano)

.

O espanhol Vicente Garcia de Mateos é a grande aposta o Louletano/Hospital de Loulé/Fibralgarve para a 79.ª Volta a Portugal em bicicleta que começa esta sexta-feira, em Lisboa.

O espanhol quer melhorar o oitavo lugar alcançado em 2016 e, na estratégia da equipa algarvia, surge como chefe de fila que está resguardado para as etapas que podem fazer as maiores diferenças e definir os principais candidatos à conquista da Volta.

A equipa só ficou definida recentemente depois da incerteza da participação de Luís Mendonça, após a fratura de um braço na sequência de uma agressão em plena via pública. Mendonça teve de passar por uma intervenção cirúrgica, o que obrigou a uma substituição de última hora e Pedro Paulinho foi chamado para completar a equipa.

A 24 horas horas de começar a competição, as expectativas dos adeptos aumentam e, naturalmente, dos homens que durante duas semanas vão pedalar na prova mais importante do ciclismo português.

Vicente Garcia de Mateos confiante

Terminado o estágio em altitude, Vicente Garcia de Mateos, terceiro classificado no ranking português, só pensa num objetivo: ganhar.

“Treinei-me como nunca. Sinto-me muito bem e tenho uma equipa fantástica. Este ano as ambições são outras, muito mais elevadas, mas tenho plena consciência que só dizer que estamos na Volta para ganhar não chega. Vamos ver como evolui a competição. Queremos chegar à ‘amarela’. Se não conseguirmos o objetivo maior vamos lutar com toda a certeza pelo pódio”, garantiu Garcia de Mateos.

Com características físicas que o tornam um corredor completo, que tanto discute uma chegada ao ‘sprint’ como se intromete nas lutas da alta montanha, o ciclista espanhol sabe o que é vencer na principal prova em Portugal, onde já triunfou em duas etapas.

Destacado, desde o início da época, pelo diretor desportivo, Jorge Piedade, como o líder da equipa vermelha e preta para a Volta, o corredor natural de Manzanares (Ciudad Real) tem feito uma época fantástica onde tem conjugado períodos de repouso com a alta performance que o levou diversas vezes à vitória.

No currículo de Vicente Garcia de Mateos, esta temporada, começa por se destacar o segundo lugar no alto do Malhão na Volta ao Algarve onde estiveram algumas das melhores formações a nível mundial. Na Clássica Aldeias do Xisto não só arrecadou a vitória como conquistou o troféu de início de temporada organizado pela Federação Portuguesa de Ciclismo. Mais recentemente ganhou o prestigiado Grande Prémio Abimota liderando de princípio ao fim e, em Torres Vedras, no Troféu Joaquim Agostinho, foi sexto discutindo a vitória até ao último dia.

Jorge Piedade: “Estamos otimistas”

“Fazer uma boa Volta para nós é ganhar uma ou duas etapas e ver o Vicente nos melhores lugares da classificação. Estamos muito otimistas, mas cientes das dificuldades que vamos encontrar nos próximos dias. A Volta é a provas mais importante e, para todos, representa o ponto alto da época onde ninguém quer falhar”, afirma Jorge Piedade, o diretor desportivo da equipa, que se mostra muito satisfeito com o nível de preparação dos corredores após os estágios em altitude feitos em Portugal e Espanha.

O Louletano-Hospital de Loulé-Fibralgarve é uma das 18 formações que até 15 de agosto vão discutir a Volta a Portugal. Foram selecionados oito elementos formando um conjunto coeso disposto a trabalhar para o chefe de fila que terá o dorsal 51.

A experiência de David de la Fuente, o veterano da equipa e excelente trepador, será um apoio fundamental para as etapas mais montanhosas.

O Louletano vai estar na Volta a Portugal com a seguinte equipa:

Vicente de Mateus, ESP – dorsal 51
David de La Fuente, ESP – 52
Nuno Almeida, POR – 53
Hélder Ferreira, POR – 54
Pedro Paulinho, POR – 55
Hoscar Hernandez, ESP – 56
Rui Rodrigues, POR – 57
André Evangelista, POR – 58.

You must be logged in to post a comment Login