588 projetos aprovados para abrir as portas do Algarve ao futuro

‘Algarve 2020’ tem 318 milhões para reforçar competitividade da região

O Algarve 2020 pretende reforçar os fatores de competitividade das empresas algarvias no mercado atual e futuro

São 588 projetos empresariais que prometem criar empregos, aumentar as exportações e reforçar a competitividade da economia algarvia. Segundo a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, estas são as prioridades para ontem que, com o apoio dos fundos comunitários, vão abrir as portas do futuro à região. O JORNAL DO ALGARVE foi conhecer o caso de duas jovens empresas que estão a emergir no interior algarvio

 

O programa operacional CRESC Algarve 2020 aprovou, até ao passado dia 28 de fevereiro, 588 projetos apresentados por micro e pequenas empresas da região, o que corresponde a um financiamento que ronda os 140 milhões de euros.

Desde que se iniciou o programa, em 2014, verifica-se um impacto significativo nos setores turismo, agroalimentar, tecnologias de informação e comunicação (TIC) e indústrias criativas e culturais. Mas também já foram aprovados significativos incentivos no mar, pescas e aquicultura.

O grande objetivo deste programa, que contempla um valor global de 318,7 milhões de euros, passa por “mobilizar a região para um desenvolvimento equilibrado, afirmando o Algarve como uma região mais competitiva, mais resiliente, empreendedora e sustentável, reforçada com base na valorização do conhecimento”.

Em declarações ao JORNAL DO ALGARVE, o presidente da CCDR destacou que, com estes fundos comunitários, será possível transformar o perfil produtivo da região e impulsionar a economia regional…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 22 DE MARÇO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

You must be logged in to post a comment Login