Vicente Garcia de Mateos vence Grande Prémio Abimota Louletano

Vicente Mateos foi o vencedor 38º GP Abimota – Photo © João Fonseca Photographer

Não deixou margem para dúvidas a vitória do espanhol, chefe de fila da equipa algarvia, na edição comemorativa dos 40 anos do Grande Prémio Abimota, uma das mais características competições do calendário do ciclismo português que terminou, este domingo, em Águeda.

Vicente Garcia de Mateos conquistou a liderança logo ao primeiro dia na etapa que terminou junto ao castelo de Belmonte. O triunfo folgado, mais de um minuto para o segundo classificado, abriu boas perspetivas ao corredor de 28 anos que tranquilamente e cheio de confiança declarou sentir-se a atravessar um excelente momento de forma.

O chefe de fila do Louletano acreditava ter conquistado a vantagem suficiente para chegar ao fim com a camisola da liderança. Se bem o declarou também o confirmou nas etapas seguintes com a ajuda de toda a equipa orientada pelo diretor desportivo, Jorge Piedade. Na chegada ao Sabugal, no segundo dia, Vicente perdeu apenas sete segundos chegando no grupo da frente. A terceira etapa, mais uma vez discutida sob calor intenso, mostrou o “comboio algarvio” a controlar a frente do pelotão e a reservar, ao máximo, o líder para os quilómetros finais. A lição estava bem estudada e na aproximação a Manteigas eis que surgiu o espanhol, natural de Castilla La Mancha, a discutir o risco da meta. A vitória escapou-lhe por muito pouco, foi segundo classificado com o mesmo tempo do vencedor e com a bonificação da chegada reforçou a liderança para o derradeiro dia.

Este domingo, nos 176 quilómetros da ligação mais longa do Grande Prémio Abimota 2017, discutida entre Gouveia e a Capital das Duas Rodas, a cidade de Águeda, o LouletanoHospital de Loulé-Fibralgarve provou novamente estar à altura de defender a camisola amarela e até tentar a vitória de etapa, o que aconteceu com o sprint fantástico de Luís Mendonça, terceiro classificado e cronometrado com o tempo do vencedor. Vicente Garcia de Mateos concluiu a quarta e derradeira etapa em quinto lugar e confirmou em definitivo a entrada na lista de vencedores do Abimota. O espanhol sucede a Filipe Cardoso, vencedor do ano passado e segundo classificado desta vez. O pódio da prova ficou completo com César Fonte na terceira posição.

“Sempre acreditei que podia vencer depois da vantagem alcançada em Belmonte. Sinto-me muito bem e confiando nas minhas capacidadades e nas da equipa sabia que não podia falhar. Agora vou desfrutar deste triunfo com os meus companheiros e naturalmente já estou a pensar na Volta a Portugal que é o grande objetivo da temporada”, declarou o satisfeito e sorridente vencedor do Grande Prémio Abimota. Apesar do desgaste de defender diariamente a camisola amarela, a equipa Louletano-Hospital de Loulé-Fibralgarve saiu de Águeda com o quarto lugar coletivo.

JA

You must be logged in to post a comment Login