Vela rende milhões a Vilamoura em época baixa

.

Até aos Jogos Olímpicos de Tóquio, que se realizam em 2020, dezenas de equipas olímpicas de vela de todo o mundo já decidiram que Vilamoura é a sua base para estágios e treinos. Em simultâneo, Vilamoura vai ser palco de nove provas de nível mundial, promovidas pelo Centro de Treino de Vela ‘Vilamoura Sailing’ em parceria com a Marina de Vilamoura

.

Se havia ainda algum segredo por revelar no Algarve, foi descoberto nos últimos meses por várias equipas internacionais de alta competição de vela, em plena campanha para os próximos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Com a abertura do Centro de Treino de Vela ‘Vilamoura Sailing’, em fevereiro de 2017, dezenas de equipas de várias classes de vela decidiram assentar a sua base de treinos regulares nesta localidade algarvia.

O ‘Vilamoura Sailing’ recebeu na época baixa do turismo, entre outubro de 2017 e março de 2018, equipas de 30 nacionalidades, num total de 270 velejadores e 40 técnicos das classes de 49er, 49er FX, Nacra 17 e Laser, entre outras.

A primeira descoberta encantou-os: Vilamoura tem condições muito parecidas com as que vão encontrar em Tóquio no que diz respeito à intensidade e direção dos ventos e à periodicidade da onda.

O clima, os preços baixos, a segurança e a proximidade do Aeroporto Internacional de Faro, foram as descobertas seguintes, determinantes na certeza de que tinham descoberto o paraíso para treinar durante o inverno.

“O nosso objetivo é sempre passar o maior número de horas possível na água, a velejar e aqui conseguimos isso. O tempo é tão bom! Para além disso, o local é lindo, o ‘Vilamoura Sailing’ proporciona-nos todas as infraestruturas que precisamos, as pessoas são muito simpáticas e adoramos cá estar”, refere Peter Hanseen, treinador da equipa da classe 49er da Dinamarca.

Em pleno inverno as equipas conseguiram realizar 144 dias de treino efectivo, 240 mil horas de mar, algo muito difícil de conseguir noutro local.

Este aproveitamento efetivo de 98% do tempo de estadia, levou muitos treinadores a decidirem permanecer em águas algarvias durante quatro meses consecutivos.

Os números revelam que a vela se tornou um ‘antídoto’ de excelência no combate à sazonalidade.

Entre outubro do ano passado e março de 2018 a permanência das equipas de vela internacionais originou mais de 44 mil dormidas e 90 mil refeições, num impacto económico de cerca de 4,3 milhões de euros.

Os efeitos colaterais foram notórios em diversos sectores: hotelaria, restauração, alojamento, supermercados, rent-a-car, etc.

O Centro de Treino de Vela ‘Vilamoura Sailing’ está agora na mira de outras classes e de outras equipas olímpicas. Tudo aponta para que Vilamoura se torne a base na Europa de algumas tripulações olímpicas da Ásia e América do Sul.

Em convergência com esta colocação de Vilamoura no topo dos destinos escolhidos pelas equipas de alta competição, o ‘Vilamoura Sailing’, em parceria com a Marina de Vilamoura, lançou um projeto a três anos, coincidente com a campanha olímpica. Este projeto irá transformar Vilamoura num gigantesco palco para a realização de vários campeonatos do mundo.

Em 2017/2018 realizou-se o Algarve Dragon Winter Cup, um torneio repartido por cinco campeonatos que reuniu participantes de mais de 10 nacionalidades da classe Dragão, uma das mais dispendiosas e prestigiantes classes de vela ligeira.

Já daqui a três meses terá lugar o Snipe World Masters, que trará a Vilamoura os mais prestigiados velejadores desta classe. Entre 24 e 30 de junho este mundial deverá atrair centenas de pessoas, entre tripulações, treinadores, dirigentes, júris internacionais, pessoal da organização, familiares e amigos.

Ainda em 2018 Vilamoura irá acolher um evento inédito no mundo da vela. O Short Course World Championship encerra em si um novo conceito preconizado para este desporto. Os objetivos são aproximar a vela do público e dar-lhe maior espectacularidade. Tal será conseguido através de um novo modelo de regata: percursos mais curtos e extremamente tácticos, montados perto de terra.

A apresentação mundial deste novo conceito será feito precisamente em Vilamoura pela classe internacional de 49er e pelo ‘Vilamoura Sailing’.

A 1ª etapa deste Short Course World Championship, que envolverá as classes 49er, 49er FX e Nacra 17, decorrerá em dezembro de 2018. A 2ª etapa está prevista para fevereiro de 2019.

Em 2019 Vilamoura tem já confirmada a organização do Campeonato do Mundo da Classe 420, a mais importante classe de vela pré-olímpica. Novamente em 2020 o ‘Vilamoura Sailing’ deverá ser organizador e anfitrião de outro Campeonato do Mundo mas as eventuais candidaturas ainda estão em fase de decisão.

Todos estes grandes eventos que se realizarão até 2020 têm o apoio da Câmara Municipal de Loulé e do Turismo do Algarve, entidades que desde o lançamento das canditaturas têm estado ao lado do ‘Vilamoura Sailing’.