Tribunal de Contas deteta irregularidades na Câmara de Faro

.

Macário Correia e José Apolinário receberam indevidamente 3180 e 9540 euros, respetivamente. Tribunal fez auditorias a cinco dos municípios do país que mais tinham aumentado as despesas com pessoal

Domingos Viegas

O Tribunal de Contas detetou irregularidades na atribuição de suplementos remuneratórios e outros abonos na Câmara Municipal de Faro, entre 2005 e 2009, bem como em mais quatro municípios (Figueira da Foz, Palmela, Rio Maior e Valongo).

No caso de Faro, o atual presidente, o social democrata Macário Correia, recebeu indevidamente 3180 euros correspondentes ao subsídio de Natal de 2009. Na mesma situação está o anterior presidente da autarquia farense, o socialista José Apolinário, que recebeu indevidamente 9540 euros referentes a férias não gozadas…

…(leia a notícia completa na edição impressa do Jornal do Algarve que está nas bancas desde esta quinta-feira, dia 19 de junho)