Submarinos: DCIAP vai chamar Paulo Portas

.

Fonte oficial da PGR diz que serão chamados a colaborar “todos os ministros da defesa a quem o DCIAP tal não solicitou”. É o caso de Paulo Portas e do atual ministro da Defesa Aguiar Branco.

Em resposta a um pedido de esclarecimento do Expresso, a fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR) diz que vai solicitar a colaboração “aos senhores ministros da Defesa a quem o DCIAP ainda tal não solicitou”.

Na última edição do Expresso, Severiano Teixeira e Santos Silva garantiram que responderam a todas as solicitações. Restam Paulo Portas, que fez o negócio e o atual ministro da Defesa, Aguiar Branco.

Fonte oficial da PGR já assegurou ao Expresso que os ministros chamados a colaborar com o DCIAP serão Paulo Portas e Aguiar-Branco.

Em comunicado, o DCIAP confirmou que falta um dossiê no processo dos submarinos e que “continua a faltar o dossiê histórico contendo a documentação relativa aos concursos que antecederam a celebração dos contratos, contrapartidas e financiamentos” e que iria fazer novas diligências e pedir a colaboração “de anterior e atual ministros da Defesa”.

Rui Gustavo (Rede Expresso)