Quatro incêndios ativos no Algarve

A população de Junqueira (Castro Marim) esteve em pânico devido à próximidade das chamas

Bombeiros e populares obrigados a proteger casas na Junqueira (Castro Marim). Autoridades suspeitam de atividade criminosa nos dois incêndios de Castro Marim. Mais 17 pessoas evacuadas esta tarde no concelho de Tavira

Domingos Viegas

O incêndio que deflagrou esta tarde próximo do Vale das Zonas e do Castro Marim Golfe, no concelho de Castro Marim, galgou o IC-27 e colocou em perigo várias casas da aldeia da Junqueira, próxima a Monte Francisco.

Os habitantes da aldeia esperavam que aquela estrada travasse as chamas, mas, devido ao forte vento, o fogo acabou por chegar praticamente às suas portas. Valeu a pronta ação dos operacionais dos Bombeiros e da Proteção Civil, bem como dos próprios populares que, perto das 19h00, continuavam a lutar para impedir que as chamas atingissem as casas.

Há pouco mais de meia hora prosseguiam os reacendimentos em volta da aldeia, devido ao forte vento que se fazia sentir, e os Bombeiros continuavam a dar prioridade à defesa das habitações. O fogo preparava-se para galgar a antiga EN-122

Incêndio de Almada de Ouro em direção ao Azinhal

Ainda no concelho de Castro Marim, às 19h00 continuava ativo o incêndio que deflagrou cerca das 14h00 próximo da localidade de Almada de Ouro. O fogo continuava a consumir mato (estevas, pinheiros, sobreiros e azinheiras) e seguia na direção da aldeia do Azinhal.

Este incêndio estava a ser combatido por dois meios aéreos (um avião e um helicóptero), cerca de 30 bombeiros e 10 veículos. O avião que combatia o incêndio de Almada de Ouro alternava a sua ação com o incêndio que tinha atingido a aldeia de Junqueira e que seguia na direção do primeiro.

As autoridades suspeitam de atividade criminosa em relação aos dois incêndios que deflagraram no concelho de Castro Marim e continuam a analisar as zonas de ignição.

Mais 17 pessoas evacuadas na freguesia de Cachopo

Na freguesia de Cachopo, concelho de Tavira, as autoridades decidiram evacuar mais 17 pessoas, por precaução, das zonas de Castelão e Feiteira. Refira-se que durante a noite já tinham sido retiradas 40 pessoas.

Este incêndio continuava a ser combatido po mais de 400 operacionais e, por volta das 19h00, continuava com quatro frentes ativas.

Além destes três incêndios, às 19h30 continuava ativo um quarto fogo que deflagrou no concelho de S.Brás de Alportel.