Música clássica regressa a Cacela Velha

O acordeonista Gonçalo Pescada é o primeiro a subir ao palco

Novo ciclo de concertos no cenário natural daquela localidade do concelho de Vila Real de Santo António. A música é de Vivaldi, Schubert, Beethoven, Piazzolla, Rossini, entre outros

.

A música clássica está de regresso a Cacela Velha, concelho de Vila Real de Santo António, com o ciclo “Clássica em Cacela” que inclui três concertos (hoje e dias 16 e 23). A iniciativa decorre pelo quinto ano consecutivo, tem vindo a ganhar raízes e a crescer de edição para edição, tendo já ultrapassado a barreira dos 1500 espetadores.

Para abrir em grande, o ciclo convidou o acordeonista Gonçalo Pescada, que se apresentará a solo na Igreja de Nossa Senhora da Assunção, hoje, quinta-feira. Aclamado pela imprensa como um dos maiores acordeonistas da atualidade, tem conquistado públicos nacionais e internacionais e passado pelas mais importantes orquestras e festivais europeus.

O ciclo continua no dia 16, com a pujança do quinteto de metais Quinto Império, que irá tocar no Antigo Cemitério de Cacela Velha. Formado em Lisboa, em 2011, o grupo assume-se como “filho das artes do espetáculo” e o seu núcleo é composto por cinco elementos que “dão vida” a uma tuba, um trombone, uma trompa e dois trompetes.
Esta quinta edição da “Clássica em Cacela” encerra no dia 23, novamente na Igreja de Nossa Senhora da Assunção, com os virtuosos Ad Libitum, um trio de cordas liderado pela talentosa violetista Sofia Espiga.

Os concertos na igreja são de entrada livre, com donativo à saída, para “garantir a sustentabilidade e o equilíbrio financeiro do evento”, explica a organização. O concerto no antigo cemitério de Cacela Velha tem um valor de 3,5 euros por pessoa.
Os bilhetes para o espetáculo de 16 de agosto podem ser adquiridos no local, a partir das 20h00, ou, previamente, das 9h00 às 15h00, no Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela (CIIPC), localizado na antiga escola primária de Santa Rita. Podem também ser reservados por telefone (281 952 600).

A iniciativa é organizada pela Câmara Municipal de VRSA/CIIPC e pela associação ADRIP e conta com os apoios da Direção Regional de Cultura do Algarve e do restaurante Chá com Água Salgada (Manta Rota). A direção artística está a cargo da flautista algarvia Teresa Matias.