Museu de Portimão expõe “Formas de Terra e Fogo”

.

Este sábado (4) é inaugurada, no Museu de Portimão, às 18h30, a exposição da escultora Sara Navarro, “Formas de Terra e Fogo”, que faz uma ponte entre os processos mais remotos da produção cerâmica e a criação artística contemporânea.

“As esculturas da artista, (re)criadas pela arte do fogo, transmitem algo de primitivo, pré-histórico ou arqueológico, que evoca a arte e a cultura de outros tempos, de outros lugares, e que desperta os ecos de uma terra antiga, quando dominavam as aquelas sociedades milenares”, revela a organização.

Esta dualidade de referências, que reúne um passado remoto e a contemporaneidade, funde-se num trabalho de síntese que poderá ser visto até 28 de outubro e no qual as esculturas funcionam como metáfora que opera no deslocamento entre o sentido histórico das suas referências e o imaginário da autora.

Também no mesmo dia, mas às 18h00, é inaugurada a exposição dos trabalhos realizados pelos pequenos “calafates e carpinteiros navais” que participaram nas Férias de Verão no Museu e que construíram o “Maravilhoso Estaleiro das Mil Cores”, podendo a mostra ser vista até 2 de setembro.

Este programa especial de ocupação de tempos livres foi dinamizado pela equipa da Oficina Educativa do Museu de Portimão junto de crianças entre os sete e os 12 anos, visando estimular a sua criatividade, a capacidade de expressão e o trabalho em grupo, com um conjunto de atividades pedagógicas de caráter lúdico, relacionadas com a envolvente marítima e a construção naval de Portimão.