Lagos: Mercado dos Escravos premiado pela Associação Portuguesa de Museologia

.

O núcleo museológico Rota da Escravatura, mais conhecido por Mercado dos Escravos, na cidade de Lagos, foi distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia com duas menções honrosas, uma na área da museologia e a outra pelas aplicações de gestão multimédia utilizadas como informação interativa complementar do acervo exposto e que permitem aos visitantes aceder a conteúdos através de tablet ou smartphone.

Desde a sua abertura, em junho de 2016, este núcleo museológico já recebeu mais de 22 mil visitantes.

“Foi a partir do conhecimento cientifico produzido sobre a chegada e a presença dos escravos em Lagos e a compreensão do papel desempenhado pelo comércio negreiro e a escravatura de indivíduos com ancestralidade africana que foi elaborado o programa museológico”, realça a autarquia, frisando que este projeto pretendeu “transmitir ideias e conceitos da história e identidade local, criando comunicação e intensificando a relação com os diferentes públicos do museu, sejam eles residentes ou visitantes”.

A exposição patente no Mercado dos Escravos está distribuído por dois pisos e constitui-se como “um fator de atração adicional” para o município de Lagos e “um lugar de descoberta dos lugares urbanos da novidade que constituiu no século XV a chegada dos primeiros escravos subsaarianos”.

NC|JA

You must be logged in to post a comment Login