“Governo está a comprar guerra com Algarve por causa do petróleo”

Assim diz, em exclusivo ao JA, o presidente socialista da Câmara de Aljezur, confrontado com o início da exploração de petróleo e gás ao largo do concelho em 2018. José Amarelinho acredita que “o Governo não terá a veleidade de permitir por muito mais tempo estes contratos”. Mas se o fizer...

Apesar de terem apenas caráter consultivo, José Amarelinho acredita que as pronúncias desfavoráveis dos municípios não serão em vão

O Governo está a arriscar “comprar” uma “guerra” com os municípios e as populações do Algarve se não anular os contratos de exploração de hidrocarbonetos. Este é o aviso que o presidente da Câmara de Aljezur, José Amarelinho (PS), faz ao primeiro-ministro António Costa, dias depois de ter recebido, da Direção Geral de Energia e Geologia, o pedido de pronúncia sobre o plano de trabalhos, para 2018, do consórcio Eni/Galp, relativo à área de concessão “Santola”, ao largo da Costa Vicentina.

Em declarações exclusivas ao JA, o autarca de Aljezur revela…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 16 DE NOVEMBRO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

  • Paulo Machado

    Esperemos que o Governo não seja estúpido e não vá por esse caminho, pois ficará sempre a perder Estou convencido que os Autarcas estarão sempre contra isto, quer o José Alberto, quer concerteza o José Amarelinho. Penso até que a generalidade dos autarcas do país serão contra o risco de destruição de um bem natural e único que todos gostamos e prezamos como Portugueses.