Empresas com menos dívidas e menos dependência bancária

Programa 'Capitalizar' vai ser apresentado no Algarve

O ‘Capitalizar’ é um programa de apoio à capitalização das empresas, à retoma do investimento e ao relançamento da economia

Muitas empresas do Algarve que são viáveis sofrem de passivos elevados, apresentam uma grande dependência do crédito bancário e encontram dificuldades no acesso ao financiamento. Para dar a volta a esta situação, vai ser apresentado, no próximo dia 20 de julho, em Faro, o programa ‘Capitalizar’. Em declarações ao JA, o presidente do NERA, Vítor Neto, explica o que está em causa. O empresário algarvio fala de “um programa diferente de outros”, que não se limita a dar “mais dinheiro para as empresas”

“Apoiar a capitalização das pequenas e médias empresas para ajudar a reduzir os passivos de empresas economicamente viáveis e melhorar o acesso ao financiamento” são os grandes objetivos do ‘Capitalizar’. Este programa vai ser apresentado aos empresários da região algarvia na próxima quinta-feira, dia 20 de julho, nas instalações da Escola Superior de Gestão Hotelaria e Turismo da Universidade do Algarve, perto do hospital de Faro. A sessão é promovida pelo Ministério da Economia, em colaboração com o NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve.

Em declarações esta semana ao JA, o presidente do NERA, Vítor Neto, explica que este é um programa diferente de outros, pois não se resume a dar “mais dinheiro para as empresas”, mas tem como principal meta “contribuir para reconstruir, reforçar a estrutura de capital e a sua saúde financeira”.

“Este programa tem como elemento diferenciador o facto de propor medidas que não pretendem financiar empresas de forma genérica, mas procuram ter um objetivo sobretudo estrutural pensando no seu futuro”, salienta o empresário, adiantando que o ‘Capitalizar’ visa alterar o contexto fiscal, legislativo, institucional e judicial em que opera o financiamento à economia.

Em concreto, sublinha Vítor Neto, o programa pretende “melhorar a autonomia financeira das empresas, combater o sobre-endividamento e a excessiva dependência do financiamento bancário e o custo excessivo do financiamento das pequenas e médias empresas (PME)”.

Medidas para salvar empresas em dificuldades

E porque é importante que os empresários algarvios conheçam estas medidas? “Muitas empresas do Algarve que são viáveis sofrem de dificuldades no plano do financiamento e dos seus custos, sofrem de passivos elevados que põem em causa o seu crescimento e a perspetiva de novos objetivos. Este programa está muito bem estruturado e pode ajudar a salvar e impulsionar muitas empresas da região”, refere o líder do NERA, considerando que “seria um erro os empresários com boas empresas, mas nessas situações, não conhecerem o programa e não procurarem verificar se pode responder às suas preocupações”…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 13 DE JULHO)

Nuno Couto | Jornal do Algarve

You must be logged in to post a comment Login