CRÓNICA DE FARO: “O Algarve, Portugal e o Futuro”

OPINIÃO | JOÃO LEAL

 

Numa prestante e oportuna iniciativa conjunta do mais cinquentenário Rotary Clube de Faro, com tantos e tão relevantes serviços prestados à comunidade e à humanidade ao longo de excedido meio século e da dinâmica editora, sediada em Olhão, “Sul, Sol e Sal”, quer editando novos títulos da temática regional, como procedendo à reedição de outros já esgotados, teve início no excelente auditório, surgidos com as obras de restauro, da Escola Secundária João de Deus, um ciclo de sessões dedicadas a esse atrativo tema “O Algarve, Portugal e o Futuro”. Na sessão inaugural intervieram nomes destacados do pensamento português como o “sempre jovem” professor Adriano Moreira e consagrados professores João Guerreiro, Guilherme de Oliveira Martins (em gravação auto desde Coimbra) e Paulo Teixeira Pinto, com moderação do conhecido jornalista algarvio Idálio Revez.
Foi uma noite plena de emoções e da análise à terra algarvia, às suas potencialidades e perspectivas, na análise honesta das suas carências e riquezas, não raro inexploradas, mas sobretudo a falta de um plano global de desenvolvimento, que comporte uma ideia assumida e a cumprir de uma estratégia para que esta possa ser a terra que quase todos desejavam acontecesse num futuro com futuro e sempre sob essa visão realista de olhar para tempos vindouros.
É que nem sequer a falta da tão discutida e a dedo apontada regionalização, que o mesmo é dizer autonomia administrativa, pode ou deve tolher esta “reflexão sobre o Algarve e Portugal numa perspectiva de futuro”, porque em cima da mesa e no pensamento dos havidos interventores e dos seus futuros pares (gente que sabe do Algarve e o conhece como a palma das mãos) “ensaiam-se novas visões ousam-se novas ideias positivas para o nosso devir”.
A próxima sessão, que se deseja e espera aconteça, suceda como nesta primeira, com o auditório a abarrotar e já agora com uma exigência, porque tal se impõe, perguntas pertinentes, directas e “com sumo”, decorrerá no dia 26 de janeiro, sendo oradores com um trio que sabe o que representa “O Algarve, Portugal e o Futuro” – André Jordan, António Rebelo de Sousa e Vítor Neto!

JOÃO LEAL

You must be logged in to post a comment Login