Comerciantes contra mais “um erro económico” para o Algarve

Novo retail de Alcantarilha está em consulta pública

.

A Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL) considera a criação de mais uma superfície comercial no Algarve, designadamente o conjunto comercial Quintas do Rogel, em Alcantarilha, “um erro económico” e “letra-morta para o turismo da região”.

“Mais um centro comercial não valoriza nem acrescenta nada à oferta turística existente – é, aliás contraproducente”, considera o presidente da ACRAL, recordando o impacto das grandes superfícies nos centros urbanos: “desertificação, degradação urbanística, perda de dinâmica social e cultural e a desvalorização da própria cidade enquanto polo de atração turística e de investimento”.

Segundo Álvaro Viegas, o Algarve precisa, justamente, do contrário. “Temos é de reabilitar e animar os centros das nossas cidades, porque essa é a forma de mostrarmos o nosso património, a nossa cultura e modo de viver – a experiência que o turista realmente espera e deseja”, disse.

Do ponto de vista económico, sustenta o dirigente associativo, esta decisão de investimento também não é prudente, uma vez que “ignora as condições do mercado”.

Para o líder da ACRAL, o modelo de negócio dos centros comerciais “está esgotado, é um mercado maduro e saturado, não há lugar para mais”, conclui.

O projeto do novo retail de Alcantarilha prevê 36 lojas e terá uma área total de cerca de 16 mil metros quadrados.

JA

You must be logged in to post a comment Login