Centro histórico de Silves vai ter nova ‘face’ em 2019

As obras de renovação do centro histórico da cidade de Silves, da responsabilidade da câmara municipal, têm uma duração prevista de 18 meses

Teve início na semana passada a terceira fase da reabilitação do centro histórico de Silves. A intervenção representa um investimento de cerca de 890 mil euros e deverá estar concluída num prazo de 18 meses, ou seja, em maio de 2019.

Os trabalhos têm como objetivo efetuar a reabilitação ao nível de pavimentos e infraestruturas (abastecimento de água, esgotos domésticos, esgotos pluviais, rede de abastecimento de eletricidade, iluminação pública e telecomunicações).

A intervenção arrancou na zona envolvente ao torreão e espaço entre a muralha e o largo do município, implicando a interdição de passagem pedonal pela porta da Almedina e o estacionamento junto ao torreão/muralha.

Mais tarde, a autarquia adianta que os trabalhos serão alargados aos arruamentos envolventes ao edifício dos paços do concelho (Rua da Cadeia e, posteriormente, Rua Pintor Bernardo Marques).

De referir, também, que a Rua da Sé e o Largo Jerónimo Osório serão alvo de reabilitação no âmbito desta empreitada.

Recorde-se que o início das obras de requalificação do centro histórico de Silves já datam de meados de 2010!

Em 2012, as obras chegaram a estar paradas, porque o empreiteiro não conseguiu cumprir os prazos por alegadas dificuldades de tesouraria, o que causou muita revolta entre os moradores, sobretudo, depois das obras terem sido abandonadas.

Mais de cinco anos depois, as dificuldades estão ultrapassadas e a intervenção não deverá “derrapar” outra vez.

NC|JA