Algarve reforça promoção dos produtos locais nos hotéis e restaurantes

O apetite pelos produtos tradicionais algarvios está a aumentar e há cada vez mais cozinhas de hotéis e restaurantes e utilizarem esses produtos

Pão, azeite, doces, especiarias, ovos, vinho, carne fresca, frutos, legumes, chá, enchidos, mel, flor de sal… O vasto e variado mercado dos produtos dos territórios de baixa densidade do Algarve está a crescer, à medida que aumenta também o interesse dos consumidores. Os empresários do setor da hotelaria e restauração já perceberam isso e estão a aproximar-se, cada vez mais, dos produtores locais. O ganho é de todos!

Promover e incentivar o consumo de produtos locais dos territórios de baixa densidade do Algarve é o grande objetivo do projeto Agrotur, que reuniu num só catálogo cerca de 500 produtos do mundo rural algarvio, de 78 produtores locais. A apresentação deste catálogo está marcada para o próximo dia 11 de dezembro, pelas 15h30, na Câmara Municipal de Tavira.

A ideia é ganhar a adesão de hotéis, restaurantes e bares de toda a região para o consumo dos produtos agroalimentares regionais, considerados pela maioria dos especialistas como mais apetitosos e saudáveis. E não são poucos (e bons), como revela o catálogo, que inclui, entre os cerca de meio milhar de produtos, o medronho de poejo e a morcela de Monchique, o licor de framboesa de Marmelete, o bolo de batata-doce de Aljezur, as ervas da Serra do Caldeirão, o queijo de cabra de Salir, a amêndoa côca de Santa Catarina da Fonte do Bispo, as laranjas de Silves, as ancores de Alte e a flor de sal das salinas de Castro Marim, entre muitos, muitos outros…!

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 30 DE NOVEMBRO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve