Abstenção é a grande adversária dos candidatos às autárquicas 2017

Seis em cada 10 eleitores algarvios não votam

As eleições autárquicas estão marcadas para o próximo dia 1 de outubro

Os algarvios estão cada vez mais avessos às urnas. A prova disso é que as abstenções, os votos brancos e os votos nulos “venceram” – com mais de 60% – as últimas eleições autárquicas no Algarve, há quatro anos. Foi a maior taxa de abstenção registada em onze eleições autárquicas realizadas desde 1976. A pouco mais de um mês da próxima ida às urnas, o JA percorre os dados oficiais das últimas votações, revela qual é o concelho “campeão” das abstenções e a terra onde mais se votou nas últimas autárquicas

Desde o 25 de Abril, contam-se onze eleições autárquicas em Portugal. As primeiras foram realizadas em janeiro de 1976 e as últimas em 2013. Foi precisamente na votação de há quatro anos que o Algarve registou a maior taxa de abstenção, 52,4%, ou seja, mais de metade dos eleitores da região não saiu de casa por ir votar. Se, a estes, juntarmos os votos brancos e nulos, então chegamos a um total de mais de 60% de eleitores algarvios que não votaram em nenhum dos candidatos.

Segundo apurou o JA, em dez dos 16 municípios do Algarve, os votos brancos, nulos e as abstenções somaram mais eleitores do que os candidatos. A situação ocorreu em Albufeira (67,6%), Portimão (67,5%), Olhão (66,6%), Faro (65,3%), Loulé (60,9%), Lagos (60,4%), Lagoa (56,7%), Silves (55,4%), Vila Real de Santo António (53,1%) e Tavira (51,9%)…

 

(REPORTAGEM COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 24 DE AGOSTO)

Nuno Couto | Jornal do Algarve

You must be logged in to post a comment Login