A alma do Santos Pereira

OPINIÃO | FRANCISCO AMARAL

Conheci e trabalhei com o Santos Pereira na década de 80, no Hospital de Faro. Apercebi-me logo da alma deste Homem.

Um célebre dia, já como autarca em Alcoutim, veio ter comigo: “- Chico Amaral, preciso da tua ajuda. As algarvias e os algarvios, por 3 minutos diários de radioterapia, necessitam passar 3 a 4 semanas em Lisboa, com todos os transtornos que isso acarreta, como se já não bastasse a doença que os afeta. O meu irmão, que é arquiteto, fez-me o projeto, à borla, de uma unidade de radioterapia. O Luís Coelho (presidente da câmara de Faro) deu à Associação Oncológica do Algarve o terreno. Estou a ser boicotado ‘à força toda’ pelo Ministério da Saúde, em Lisboa, e em Faro… altos interesses financeiros privados, e não me dão qualquer apoio. Preciso da tua ajuda!”

Na altura, eu era membro do Conselho de Administração da AMAL (Associação de Municípios do Algarve). Falei com os colegas administradores, o Tuta (de Monchique), o Leal (de Olhão), o Mergulhão (de Portimão) e o Piscarreta (de Lagoa) e sensibilizei-os para esta luta. Mais tarde, levei o Santos Pereira à reunião com os 16 presidentes de câmara do Algarve. E, aí, ele encantou os meus colegas autarcas, com a sua humildade, simplicidade e até ingenuidade, mas com uma grande determinação, coragem e alma. Era o Santos Pereira! E, logo ali, encontrámos a solução: candidatura comunitária (INTERREG II) através da CCR e o restante financiado pelos municípios do Algarve. Com muitas peripécias pelo meio. Uma delas, pela Sra. Ministra da Saúde de então, ao chamar churrasqueira à Unidade de Radioterapia que a Associação Oncológica pretendia construir. A mesma Ministra que queria que eu perdesse o mandato por ter financiado as operações de 70 doentes com cataratas, alguns deles invisuais há vários anos.

Enfim, para esquecer…

Quantas vezes o Santos Pereira me ligou à meia-noite?! “- Chico, avanço ou não avanço?”. Respondia-lhe, invariavelmente, “- Avança. Seja o que Deus quiser, se der para o torto vamos os dois para a cadeia. Não faz mal, é por uma boa causa…”.

Benditos os milhares de “churrascos” desta Unidade de Radioterapia que deram mais vida às algarvias e aos algarvios.

Obrigada, Santos Pereira, pela tua alma.

Mas que grande Alma!

Francisco Amaral
*Médico-autarca/Castro Marim